Dec 20
postado por: Ique

Para sempre.

Trilha:

Hoje um cara perguntou:

“Ique, namoro desde os 16 anos.

Nos conhecemos na sexta série.

Já faz 7 anos que estamos juntos.

Amo minha namorada.

Mas às vezes penso se não tenho que conhecer outras mulheres.

Se ela é a mulher sabe?”

 

Eu tinha 14 anos

quando me apaixonei pela primeira vez.

Eduarda era o nome dela.

Ela era linda.

A menina mais bonita do meu prédio.

Já eu usava óculos,

ingênuo, tímido e

dois dentes tortos.

Mesmo assim ela se apaixonou.

Ela a menina meiga

me beijou.

Meu primeiro beijo.

Meu primeiro tudo.

Namorávamos há 3 anos.

Um certo dia, acordei e disse:

“Quero terminar”.

Ela:

“Por que?”

Eu:

“Quero conhecer outras mulheres”

Ela começou a chorar.

Segurou minha mão, apertou forte

como se quisesse segurá-la para sempre

e disse:

“Uma pena”.

Ela me abraçou.

E eu sentia as lágrimas dela

caindo nos meus ombros.

Soltei sua mão.

Ela foi embora

naquele corredor vazio

e sem olhar para trás.

Já eu fui conhecer outras mulheres.

Nove anos depois…

Tive a consciência

de que novas mulheres são, apenas, promessas.

E não amor.

Minha vida sem ela

não era mais a mesma.

Pensei:

“Ela é a mulher”

Comecei a procurá-la.

Lista telefônica, na antiga escola

e no antigo prédio.

Consegui o telefone.

Voltei pra casa

e peguei o telefone.

Digitei o número e apaguei.

A mão tremia

não conseguia.

Fechei o olho.

Dez min depois.

Sai correndo.

Bati na porta da casa dela.

Ela abriu e disse:

“IQUE????

O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO AQUI?”

Eu:

“Queria te ver.”

Ique. – ela disse.

Duda. – eu respondi.

Ela:

“Lembra o Fernando?”

Eu:

“Aquele que você ficou depois de mim?”

Ela:

“Ele mesmo.”

Eu:

“Me diga que ele brochou.”

Ela:

“Nos casamos”

Você é a mulher da minha vida. – eu disse com os olhos cheio d’água.

Ique estou casada.

Amo meu marido e é pra sempre. – ela respondeu.

Comecei a chorar.

Segurei a mão dela, apertei forte,

queria segurá-la para sempre.

Respirei fundo e disse:

“Uma pena”.

Ela respondeu:

“Não.

Uma pena foi há 9 anos.

Hoje,

é amor”

Soltou minha mão.

E eu fui embora,

sem olhar para trás

naquela calçada vazia.

Já ela voltou para o homem

que desde o início,

sabia que ela era a única.

Aquele dia,

nunca irá desaparecer da minha mente.

Lembre-se:

a escolha é para sempre.

Naquele dia

existiam 3 bilhões,

896 milhões,

294 mil,

377 mulheres no mundo.

E tudo o que eu queria

era apenas uma.

 

Capa do post:
Filme: About time